Como planejar a dieta em viagens

Feriado à vista. Vai viajar? E a dieta, como planejar?

No Brasil temos muitos feriados e nesta próxima quinta teremos outro feriado que em muitas empresas acabamos emendando 4 dias sem trabalhar! Ô maravilha! Mas temos que ter o cuidado de não relacionar trabalho com dieta e descanso com orgias alimentares. Até por que plano alimentar é para vida inteira. Quando falo em dieta, entenda: quero dizer rotina alimentar saudável.

E se você está num processo de emagrecimento, um feriado sem restrição nenhuma, comendo o que vier pela frente, pode colocar tudo a perder.

Dieta no Feriado – Fazendo as Contas

Eu sempre gosto de fazer umas continhas, somar e subtrair. Vamos lá?

O ano tem 365 dias. Vamos supor que você não siga seu plano aos finais de semana. 2 dias por final de semana é igual a 8 dias por mês; multiplicando pelos 12 meses, temos 96 dias por ano sem seguir o plano. Daí, eu acrescento um feriado por mês (no Brasil, temos mais e gostamos de emendar… pense que o feriado do Carnaval é apenas a terça-feira). Daí, escolhemos dez dias ao ano para não seguirmos o plano (dez aniversários de pessoas especiais: filho, marido, etc). Além disso, resolvemos tirar UMA SEMANA de férias… sem dieta claro! O que temos:

2 (sábado e domingo) x 4 (semana do mês) = 8 dias SEM DIETA

8 (finais de semana ) x 12 (meses do ano) = 96 dias SEM DIETA

96 (finais de semana) + 12 (feriados) + 10 (aniversários) + 7 (férias) = 125 dias SEM DIETA

Ou seja, você passou 1/3 do ano comendo o que quis, jacando... Não terá resultados! Vale a pena?

Perda de Peso:

É claro que de vez em quando é importante fazer uma exceção. Mas, lembre-se: exceção só quando REALMENTE vale a pena! Uma sobremesa da avó que só tem no Natal, um prato típico que você quer experimentar. Enfim, perda de peso requer mudança no comportamento, persistência, hábitos novos e motivação (por que você quer emagrecer desta vez?)

Dieta no feriado – Planejamento:

Se você quiser se manter sem dívidas, você precisa se planejar. Se você quiser se manter magro, você precisa se planejar. Anote as dicas:

  1. Vai para a praia: aproveite para se exercitar mais. Faça uma caminhada logo no início da manhã, jogue um frescobol, caia no mar. Escolha pratos mais leves. Sorvetes de fruta.
  2. Vai para a fazenda: aproveite para se exercitar mais. Faça trilhas, ande a cavalo, aproveite o contato com a natureza. Aproveite os alimentos mais naturais (galinha caipira, ovos caipira, frutas, hortaliças).

 

É importante que você faça boas escolhas, mantenha os hábitos saudáveis e SEM exagero. Procure alimentos mais saudáveis, menos doces e frituras.

 

Outras Dicas:

 

  1. Tenha sempre lanchinhos: leve na mala (não corra o risco de ter que comprar lá) e na bolsa de mão. Boas opções são castanhas e frutas.
  2. Não passe fome: quando estamos com fome, perdemos a capacidade de fazer boas escolhas. Estou morrendo de fome… dificilmente eu vou começar comendo uma salada, vou logo para o macarrão.
  3. Tente não fazer duas refeições ruins seguidas. Saiu do plano no almoço, voltou no jantar. Coloque esta regrinha para você e siga.
  4. Sempre que possível divida a comida com alguém.
  5. Leve uma garrafinha para os passeios e se mantenha hidratado.
  6. Se beber, tente intercalar com água e isotônicos.
  7. Foque na diversão: converse muito, aproveite os parentes distantes, divirta-se!

 

Pensamentos Sabotadores – Viagem:

 

Lembre-se que quando estamos em situação de risco, corremos o risco de termos pensamentos sabotadores ou desadaptativos em relação à dieta. É importante se observar e tentar resolver de forma adaptativa. Segue um exemplo:

Pensamento Sabotador: “Estou me sentindo tão bem. Eu talvez pudesse comer qualquer coisa que quisesse enquanto estivesse viajando. Se não puder comer tudo que quiser não irei me divertir”.

Pensamento Adaptativo: Isto não é uma questão de tudo ou nada. Eu não vou passar por privação total. Poderei comer algumas coisas que gosto. Não vou me entregar a todos os prazeres de comer nem me privar de todos os divertimentos. *

*BECK,Judith (2009). Pense magro: a dieta definitiva de Beck. Porto Alegre:Artmed.

 

Viagem – Risco de Ceder:

 

Finalmente, pense sempre no risco de ceder. Você pode desanimar, retroceder na balança, diminuir sua auto-estima (pois pode vir o pensamento sabotador: nunca serei capaz de emagrecer!), sentir desesperança e pior, entrar no ciclo da compulsão alimentar!

Assim, planeje-se, divirta-se e mantenha o foco!

Para saber mais: http://psicologalucianabrasil.com.br/saiba-tudo-sobre-emagrecimento-sustentavel/

Visite minha página no Instagram: https://www.instagram.com/psiquemagra/

Comentários
Psicóloga Luciana Brasil

Posted by Psicóloga Luciana Brasil