Que fome é essa?

Que fome é essa? Entenda quais são os diferentes tipos de fome.

Todos os dias eu atendo pacientes com problema de sobrepeso, obesidade e até mesmo obesidade mórbida. Mas, o que todas estas pessoas têm em comum? Salvo os casos que tem realmente problemas de saúde que atrapalham o metabolismo do organismo, os outros casos possuem uma fome enorme. Mas que fome é essa?

Ninguém engorda com fome fisiológica. FOME, são sinais emitidos pelo organismo para comunicar a necessidade de repor os nutrientes do corpo, surge aos poucos e geralmente dá um incômodo no estômago, dor de cabeça, irritação e fraqueza. Isso é FOME! Além disso, com fome FISIOLÓGICA você pode comer um ovo cozido que o mal estar passa.

Fome Fisiológica X Fome Psicológica:

Assim, existem dois motivos que levam uma pessoa a comer: fome fisiológica e fome psicológica (vontade de comer). Você precisa saber a diferença entre as duas para se alimentar corretamente.

FOME FISIOLÓGICA: são os sinais emitidos pelo organismo para comunicar a necessidade de nutrientes no corpo.

FOME PSICOLÓGICA (vontade de comer): é o desejo de consumir alimentos para suprir uma necessidade excessivamente emocional. Muitas vezes, existe o desejo específico de tal alimento – uma guloseima, um pão – e só serve este.

Parece simples de entender e praticar, mas não é. Confundir as duas e comer sem precisar é muito fácil de acontecer. Para evitar é preciso conhecer cada tipo de fome e agir corretamente quando ela surgir. Quando sentir fome a primeira coisa é se perguntar: eu estou com sintomas de fome física?

Se a resposta for SIM: evite ao máximo adiar o momento de comer, pois isso te ajudar a ter autocontrole para escolher o que comer. Quando estiver comendo pense na relação comida/nutrição e não comida/prazer. Perceba que quando estou com muuuita fome (pense numa escala de 1 a 5- onde 1 = sem fome e 5 = passando muito mal de fome); fica mais difícil de fazer boas escolhas.

Deixa eu exemplificar: Estou com muita fome (grau 5 da escala anterior), é muito difícil eu começar minha refeição com a salada. Vou querer comer logo o macarrão. Assim, não deixe que sua fome chegue ao nível 5, tente comer no nível três (3).

Se a resposta for NÃO: Você saberá que está sentindo uma fome psicológica e pare de pensar em comer. Nessa hora é necessário ter ferramentas para rebater esse tipo de fome. Encontrar formas saudáveis de saciar a necessidade e exercer seu autocontrole.

Cada vez que você vencer um momento de fome emocional, este fortalecerá o hábito de comer só quando estiver com fome física. (fortalecer a resistência e enfraquecer a desistência).

Fome Psicológica:

Ainda falando sobre a fome psicológica, podemos classifica-la em quatro tipos que cito a seguir:

Fome Ambiental: desejo de comer ao ver um alimento ou sentir o cheiro. Bem típico que ela surja em praças de alimentação. Você nem estava pensando em comer, mas o sanduíche parece tão apetitoso na foto que dá “fome”. Desta fome tiramos algumas perguntas necessárias para o processo de emagrecimento. Você tem chocolate em casa. Quem comprou? Quem é o porteiro da sua casa? Ou seja, quem deixa entrar tais alimentos?Como está organizada a sua cozinha? Deixe alimentos saudáveis a vista (frutas, castanhas) e esconda ou dificulte o acesso dos bolos, pães e biscoitos.

Fome Social: desejo de comer ao ver outras pessoas comendo. Como aquele lanchinho coletivo que rola no trabalho. Você levou seu lanche, mas aí surge uma comemoração de aniversário com todos comendo salgadinhos e bate aquela “fome”.Ou então, ir à casa da vó e ela te “empurrar” comida. Em muitos momentos, para que você siga seu plano alimentar, é necessário que você aprenda a dizer não, aprenda a se colocar.

Fome Mental: desejo de comer ao lembrar-se de uma comida saborosa. Aquele momento que você passa na frente de uma padaria, lembra que lá tem umas rosquinhas maravilhosas e para o carro, porque de repente te deu “fome”. È a famosa gula!

Fome Emocional: desejo de comer quando está se sentindo ansioso ou deprimido. Está cansada, dá “fome de pizza”, está chateada dá “fome de chocolate”, sempre algo específico e nada saudável.

Por fim, observe-se e tente classificar sua fome ao longo dos dias. Caso sua fome se classifique mais nas do tipo 3 e 4 (mental e emocional), você é o público alvo de Psicoterapia. Procure ajuda psicológica!

Quer saber mais? Visite meu perfil no Instagram:https://www.instagram.com/psiquemagra/

Conheça um pouco mais de mim. Veja meu currículo no Doctoralia:https://www.doctoralia.com.br/medico/brasil+luciana-14811726

Leia também:http://psicologalucianabrasil.com.br/saiba-tudo-sobre-emagrecimento-sustentavel/

http://psicologalucianabrasil.com.br/influencia-da-autoestima-no-processo-de-emagrecimento/

 

Comentários
Psicóloga Luciana Brasil

Posted by Psicóloga Luciana Brasil