Como fazer reeducação alimentar?

Muitas pessoas pensam que para emagrecer será necessário fazer os sacrifícios insustentáveis de uma deita, quando na verdade o sucesso está na reeducação alimentar que acontece a partir da mudança de pequenos hábitos diários. Não estou dizendo que é fácil, mas garanto que é sustentável e a única forma de gerar um resultado duradouro. Dietas trazem resultados rápidos que vão embora na mesma velocidade. Reeducação alimentar é um processo longo que pode durar uma vida inteira.

A reeducação alimentar pode ser compreendida em três etapas: a primeira é identificação dos hábitos alimentares nocivos a saúde; a segunda é a modificação do comportamento alimentar e a terceira é a manutenção dos novos hábitos. Vamos entender melhor cada uma dessas etapas.

Identificar os hábitos

Para identificar seus hábitos alimentares há um exercício simples que pode te mostrar detalhadamente como está sua alimentação. Durante uma semana anote detalhadamente a sua rotina alimentar focando nos seguintes itens:

1 – Quais horários você se alimentou durante o dia?
2 – Quais alimentos você ingeriu em cada refeição?
3 – Quais as quantidades ingeridas?
4 – O que você fez enquanto comia?
5 – Em qual local/ambiente você se alimentou?
6 – Como você se sentiu após se alimentar?

Depois de uma semana observe o que predominou na sua rotina. Mais hábitos saudáveis ou mais hábitos ruins. Com esse exercício você conseguirá sem mais honesta consigo mesma a respeito dos hábitos prejudiciais que estão na sua vida e poderá tomar uma iniciativa para mudar cada um deles.

Mudar os hábitos

Toda mudança de hábito envolve mudança de comportamento por isso sempre vou defender que o processo deve começar um psicólogo. O excesso de peso sempre está ligado a uma rotina ruim, que está ligada a dificuldade de organização, que está ligada a questões emocionais. O excesso de peso é como a pequena ponta solta de um novelo, enquanto você desenrola muitas partes vão se revelando e você sempre encontrará a mesma coisa no centro, nesse exemplo, são as questões emocionais.

Faça um bom plano de mudança de hábitos com o auxílio de um psicólogo e um nutricionista. Caso necessário, esses profissionais ainda podem te indicar outros. O plano é uma orientação para ajudar a deixar de lado uma alimentação desordenada e passar a priorizá-la na rotina, considerando a qualidade dos alimentos, a quantidade e o tempo para comer. Um plano alimentar sustentável levar em consideração o estilo de vida de cada pessoa, preferências e orçamento. São hábitos que podem ser levados para o resto da vida e incorporados na rotina da família.

Manter os hábitos

Depois de perder peso você entra na fase de manutenção, e isso é para sempre. Não significa que você não poderá comer um chocolate nunca mais e viverá na academia, mas alimentação saudável e exercícios devem se tornar um estilo de vida. Chocolate e dia da preguiça serão exceções para sempre. Não pense nisso como um sacrifício, pense como parte de uma nova vida muito melhor que a anterior.

Quando se sentir tentada a relaxar pense em coisas do dia a dia que você não conseguia fazer quando estava acima do peso e agora consegue. Por exemplo: comprar roupas com mais facilidade, se sentir mais à vontade na piscina, dar uma volta no parque sem se sentir esgotada.

Estabeleça outras metas saudáveis. Agora que perdeu o peso não seria legal melhorar seus tempos nos treinos, definir a musculatura ou participar de uma corrida de rua? Pense em algo que vá te motivar a continuar experimentando boas conquistas como resultado de uma vida saudável.

Posted by Psicóloga Luciana Brasil