Pensamentos que atrapalham sua mudança de hábitos

Pensamentos que atrapalham sua mudança de hábitos

O mês de novembro, quando começam a surgir as campanhas de natal nos lembrando que mais um ano chegou ao fim podemos ter dois pensamentos em relação as nossas vidas: “mais uma ano se foi, não consegui o que eu queria e perdi mais um ano” ou “ainda dá tempo de colocar algumas coisas em prática, vou me organizar e fechar o ano bem”. Como está a perspectiva por aí? Se for a primeira opção, vai por mim, ainda dá tempo de chegar ao fim de 2019 podendo fazendo um balanço com saldo positivo. 

Todo início de ano a mudança de ciclo nos leva a um comportamento coletivo de refletir sobre a vida, fazer planos e acreditar que “este será ser o meu ano”, no entanto, quando nós não mudamos a vida não muda, e assim muitos chegam ao mês de frustrados ao perceber que foi apenas mais um ano como todos os outros.

Qual era o seu plano para 2019? Se não deu certo, avalie as razões, busque soluções e não permita que seja mais um ano perdido para seus projetos pessoais.

Nossa mente possui alguns pensamentos que chamamos de “erros cognitivos”, que são pensamentos automáticos desconexos com os fatos. Um desses erros é o “pensamento dicotômico”, o pensamento do “tudo ou nada”. Pensamos “Se não for para comer tudo, melhor nem comer; “Se não for para beber muito, melhor nem beber”; “Se não for para viajar uma semana, melhor nem ir”. Esse pensamento desequilibrado nos faz perder muitas oportunidades de desfrutar parcialmente de coisas positivas e automaticamente ampliar o alcance da negativa. 

Pensar que não vale mais a pena tentar significa que serão 12 meses de fracasso. Se você abrir mão do pensamento dicotômico, em dezembro poderá avaliar que não foi 100%, mas 50% é melhor do que nada. Existem outros erros cognitivos que assim como esse impedem a nossa mente de pensar e agir diferente nas mais diversas situações. A psicoterapia Cognitivo Comportamental trata esses erros cognitivos primeiro te ensinando a identificá-los quando surgirem e te dando ferramentas para combatê-los para que não afetem negativamente suas decisões. 

A maior desafio para colocar projetos pessoais em prática não é o nível de dificuldade do projeto, mas a mudança de hábitos para fazer algo novo.

Falar sobre hábitos causa ansiedade nas pessoas porque pensam que só grandes mudanças fazem diferença, mas o processo correto de mudança de hábitos deve começar com pequenas atitudes. Temos hábitos ruins de estimação, comportamentos que sabemos ser prejudiciais, mas que estão conosco há tanto tempo, que parecem fazer parte de quem somos. São comportamentos pequenos que parecem não fazer muita diferença na nossa vida, mas é o conjunto deles que nos impedem de evoluir. 

São comportamentos simples como aquela mania de sempre dormir mais 10 minutos depois que o despertador toca, aquela comida que você não pode viver sem, aquele choppinho de toda quinta que não dá para deixar de ir. São nesses pequenos hábitos que estão a chave da transformação, porque quando você percebe que mudou uma coisa que achava ser impossível, mesmo que pequena, você descobre sua capacidade de mudar. A Psicoterapia Cognitivo Comportamental te ajudar a identificar esses hábitos e te orienta sobre as forma de mudá-los. 

Eu posso te ajudar. Agende sua consulta

Posted by Psicóloga Luciana Brasil