Planejando uma alimentação saudável.

Ao tirar um tempo para organizar um bom plano alimentar e valorizar os momentos no dia a dia que você está colocando em prática, não pense que são sacrifícios.

Pense que é aquele momento de aprender algo novo pelo seu próprio bem, que você está tendo dificuldades, mas tem alguém pegando na sua mão e dizendo que vai valer a pena. Essa pessoa tem que ser você mesma.

Ter um bom plano alimentar é exercer um comportamento maduro, que considera o fato de a vida não ser feita apenas de prazeres infinitos, e que é preciso encontrar prazer naquilo que nos faz bem de forma integral e duradoura.

Nada deve ser proibido. Aquelas comidas que você gosta de comer por puro prazer podem continuar lá, mas para momentos específicos e não como uma rotina.

Amadurecer emocionalmente no processo de perda de peso significa amadurecer também o nosso paladar. Tudo na jornada de emagrecimento é transformação de pensamento, de perspectiva, de interpretação dos fatos.

Enquanto a comida saudável for vista como remédio amargo, e não como uma escolha de cuidado com a própria vida, haverá entraves no processo de amadurecimento necessário para que o processo de perda de peso seja eficiente.

A questão não é sobre gostar ou não de comer bem, mas de ter um olhar maduro ou não sobre o que é importante para você.

Posted by Psicóloga Luciana Brasil